Nos acompanhe através das redes socias

Boletim Informativo

Para manter-se atualizado, cadastre seu e-mail e receba os nossos informativos periódicos!

13 de Dezembro de 2019

TJ/PB - Programa Preservando Famílias será lançado durante celebração de 84 casamentos em Cabedelo nesta quinta

Fonte: TJ/PB

Serão celebrados 84 casamentos comunitários, organizados pela Prefeitura de Cabedelo, tendo o juiz Henrique Jácome, auxiliar da 1ª Vara de Cabedelo, como celebrante. O evento acontece nesta quinta-feira (12), no Forte de Santa Catarina, às 18h. A ocasião celebra a instalação do Programa ‘Preservando Famílias’, que consiste na assistência do Poder Judiciário estadual para preservar a união familiar. “Será um momento bonito, com relevante participação do Poder Judiciário, cuja temática, voltada para a importância da família, busca a prevenção de conflitos, litígios e processos no seio familiar” afirmou o magistrado.

O Programa ‘Preservando Famílias’ tem por finalidade prevenir conflitos no âmbito familiar, que muitas vezes se transformam em processos e causam danos consideráveis a paz social. O magistrado observou que muitos processos judiciais têm sua origem em conflitos familiares, tais como os inseridos no contexto da violência doméstica, os processos inerentes às Varas de Família, como ações de divórcio, disputa por guarda de filhos, partilha de bens, manutenção dos filhos (ações de alimentos), conflitos no âmbito sucessório (as chamadas brigas por herança), entre tantos outros.

“Outros conflitos e procedimentos também estão ligados à instituição da família, como os  que tramitam nas varas da Infância e Juventude, valendo destacar o papel da família no processo de formação integral de cada pessoa”, avaliou o juiz Henrique Jácome. Serão encontros mensais com a finalidade de contribuir para a pacificação social de forma prática, rápida, acessível e eficiente.

O diferencial do projeto é enaltecer a importância de outros programas essenciais,  partindo antes do surgimento do problema, do conflito, do processo. “Cuida-se de um programa de ‘formação’, de apoio por meio da participação de profissionais qualificados, voluntários ou vinculados ao Poder Público”, explicou o magistrado, acrescentando que pelo projeto são prestadas orientações as pessoas que pretendem casar ou já se casaram, esclarecendo sobre direitos e obrigações e outras informações importantes. 


Fonte: TJ/PB

Confira Também