Nos acompanhe através das redes socias

Boletim Informativo

Para manter-se atualizado, cadastre seu e-mail e receba os nossos informativos periódicos!

25 de Abril de 2019

Clipping – EM - TJDFT divulga locais de prova de concurso público para cartórios

Fonte: TJ/DFT

As provas objetivas serão realizadas em 28 de abril

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) divulgou, nesta quarta-feira (24/4) os locais de aplicação das provas do concurso público para cartórios. As informações estão disponíveis no site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos ( Cebraspe), que é a banca organizadora do certame. Confira aqui, por meio de consulta individual.

Conforme o edital, a prova objetiva terá duração de 5 horas e será aplicada no dia 28 de abril, às 8 horas para os candidatos à outorga por provimento e às 15 horas para os candidatos à outorga por remoção. 

As disciplinas cobradas serão: legislação especial, direito constitucional, direito administrativo, direito tributário, direito civil, direito processual divil, direito penal, direito processual penal, direito empresarial, conhecimentos gerais, registros públicos, regristo civil das pessoas naturais, tabelionato de notas, tabelionato de protesto de títulos, registro de imóveis e registro civil das pessoas jurídicas e de títulos e documentos. Segundo o edital, as questões poderão avaliar, também, habilidades, que vão além de conhecimento memorizado. 

O edital estabelece que o candidato deverá comparecer ao local designado para a realização da prova com antecedência mínima de 1 hora do horário fixado, munido de caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente, do comprovante de inscrição e do documento de identidade original.

De acordo com o Tribunal, não houve, para o concurso, candidato que tenha apresentado solicitação para concorrer na condição de pessoa com deficiência.

Concurso

O concurso oferece quatro vagas para provimento ou remoção na atividade extrajudicial de notas e de registro. Para participar, é necessário que o candidato tenha diploma registrado em direito, ou ter exercido, por dez anos, função em serviços notariais ou de registros, completados antes da primeira publicação do edital.

As outras etapas do certame serão compostas de provas escritas e práticas, comprovação de requisitos para outorga das delegações, exame psicotécnico e entrega do laudo neurológico e do laudo psiquiátrico e entrevista pessoal, ambos de caráter descritivo e de presença obrigatória e análise da vida pregressa, prova oral e avaliação de títulos. 

Confira Também